Sábado
21 de Setembro de 2019 - 
Advocacia Cível, Direito de Familia, Sucessões, Consumidor, Trabalhista e Previdenciária
Anos de tradição jurídica
Confiança, credibilidade e competência

Area do cliente

Usuário
Senha

Notícias

Cadastre-se

Deixe o seu melhor email e se mantenha informado sobre o Direito do Trabalho.
Nome
Seu email

TRT-RN: Concurso de desenhos é uma das novidades do TJC

Na manhã de sexta-feira (16), alunos dos Centros Estaduais de Educação Profissionalizante (CEEP) Professora Lourdinha Guerra e Professor Hélio Xavier de Vasconcelos conheceram o Tribunal Regional do Trabalho da 21ª Região (TRT-RN).Eles são atendidos pelo Trabalho, Justiça e Cidadania (TJC), que desde 2006 leva noções de Direito do Trabalho e cidadania para alunos de escolas públicas do Rio Grande do Norte.Acompanhados das juízas coordenadoras do programa no RN, Simone Jalil e Rachel Vilar, no auditório do Tribunal Pleno, os alunos tiraram dúvidas sobre o funcionamento da Justiça do Trabalho e souberam da novidade deste ano para o TJC: um concurso de desenhos.Os estudantes poderão concorrer a prêmios com desenhos inéditos que tratem sobre prevenção de acidentes do trabalho e doença ocupacional.O juiz do trabalho e coordenador do programa Trabalho Seguro no RN, Alexandre Érico Alves, explicou detalhes sobre o concurso, que vai fazer parte das atividades finais do Trabalho, Justiça e Cidadania em dezembro."Serão premiados os três melhores trabalhos e serão considerados o grau de ineditismo, a técnica, a adequação ao tema, a apresentação e as informações contidas na figura", informou. A juíza Simone Jalil, que também coordena o Trabalho Seguro, chamou a atenção dos alunos para os números de acidentes de trabalho no país."O Brasil é o quarto país do mundo em acidentes de trabalho onde a cada 4 horas e meia morre um trabalhador, e a cada 46 segundos um trabalhador se acidenta. São dados alarmantes!", Para ela, falar sobre prevenção aos acidentes de trabalhos com os jovens participantes do TJC é fundamental para mudar esses dados no futuro."Envolver os jovens é o que a gente precisa, pois eles estão sendo formados em cidadania e devem despertar para a prevenção dos acidentes de trabalho. Eles são futuros trabalhadores e a gente deve estimular a conscientização, pois eles serão os verdadeiros combatentes do problema", acredita a magistrada.DepoimentoAinda no Tribunal Pleno, os estudantes assistiram atentos ao depoimento emocionado da advogada Raquel Cavalcante que, assim como eles, em 2012, participou do Trabalho, Justiça e Cidadania."Estava concluindo o ensino médio quando o TJC chegou à minha escola e foi uma euforia. O programa ensinou sobre direito do trabalho, direitos básicos e deveres, além de ensinar sobre a vida em comunidade", recordou a ex-aluna da Escola Estadual Winston Churchill, de Natal.Raquel Cavalcante contou que sempre teve o sonho de cursar Direito, mas a realidade que vivia a deixada sem esperanças de alcançar o objetivo. "Quem vem de escola pública sempre tem um pouco mais de dificuldades. Fui para a Escola Winston Churchill, pois na minha outra Escola não tínhamos aulas e eu precisava me preparar para o vestibular. Daí, quando conheci o TJC, descobri meu amor pelo Direito do Trabalho e tive certeza da minha escolha", revelou.A advogada, que hoje atua em um escritório de advocacia e pode ser vista nas audiências realizadas nas Varas do Trabalho de Natal, foi uma das alunas premiadas na culminância final do TJC em 2012 com uma redação sobre o trabalho infantil. "Minha redação foi escolhida em 1º lugar e tenho guardado até hoje o tablet que ganhei. É uma recordação da minha participação no programa e o fruto do meu esforço", disse Raquel Cavalcante.Diante dos alunos que hoje têm a oportunidade de participar do TJC e ter noções de cidadania, direitos básicos e trabalhistas, a advogada foi enfática."Sempre tive dificuldade em acreditar no meu potencial. Não façam isso! Acreditem mais em vocês. Somos capazes de chegar onde quisermos", finalizou.O depoimento da ex-aluna do Trabalho, Justiça e Cidadania emocionou a todos."A participação de Raquel no dia de hoje mostra como o TJC transforma a vida das pessoas, como transforma a minha, por exemplo, pois eu me sinto uma juíza melhor saindo do meu gabinete e fazendo parte do programa", revelou a juíza Rachel Vilar. Após conhecerem o Tribunal Pleno, todos visitaram a sala de audiências da 1ª Vara do Trabalho de Natal, o Centro Judiciário de Solução de Conflitos e Cidadania (Cejusc Mar) e a Escola Judicial.TJCO Trabalho, Justiça e Cidadania é uma realização da Associação Nacional dos Magistrados da Justiça do Trabalho (Anamatra) em parceria com a Associação de Magistrados do Trabalho da 21ª Região (Amatra21), com o TRT-RN, o Ministério Público do Trabalho, a Secretaria de Educação do Estado do RN, a OAB-RN e a Associação dos Advogados Trabalhistas do RN (Anatra). No Rio Grande do Norte, o TJC é coordenado pelas juízas, Marcela Alves, Rachel Vilar e Simone Jalil. Neste ano, o programa está atendendo aos estudantes dos centros profissionalizantes CENEP, CEEP Prof. Hélio Xavier de Vasconcelos, CEEP Professora Djanira Brasilino de Souza, CEEP Prof. João Faustino Ferreira Neto, CEEP Dr. Ruy Pereira dos Santos, CEEP Prof. Lourdinha Guerra, CEEP Ruy Antunes Pereira e da Escola Municipal Ana Ribeiro Barbosa, de São Miguel do Gostoso.
19/08/2019 (00:00)

Endereço

Silva & Santana Advogados (Advogado Trabalhista)

Avenida T-4  619  Qd. 141, Lts. 4/5, Sala 1013, Edificio Buena Vista Office Design
-  Setor Bueno
 -  Goiânia / GO
-  CEP: 74230-035
+55 (62) 32245073+55 (62) 983319932+55 (62) 985914706+55 (62) 991443681
Visitas no site:  2079044
© 2019 Todos os direitos reservados - Certificado e desenvolvido pelo PROMAD - Programa Nacional de Modernização da Advocacia
Pressione as teclas CTRL + D para adicionar aos favoritos.